quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Armadilha..

Armadilha.

As vezes as pessoas mesmo bem intencionada acabam por pagar tributo por coisas sobre as quais não tem a culpa, mas por uma questão de herança maldita terminam assumindo a responsabilidade. No recente episódio do acidente envolvendo um operador de retro escavadeira aqui em Sapucaia, no aglomerado formado de curiosos, sobressaiam-se diversas pessoas fotografando, e até filmando com celulares a cena triste de um trabalhador vítima de uma fatalidade.
Que interesse mórbido, qual o interesse destas pessoas em escolher o melhor ângulo, a posição mais tétrica? Para quem não conhece o eleitorado de Sapucaia esta seria a pergunta mais óbvia, porém tudo faz parte de um jogo, um jogo sujo, montado pelos mesmos que aceitaram morar num bairro montado as pressas, sem infra estrutura adequada, faltando água, luz, esgoto, calçamento.
Aquilo ali é um verdadeiro paiol de pólvora. Basta um grito de alerta de algum morador com fama de líder, e já esta pronto o rebu. Todos nós sabemos que aquela vila, como outras que já se arrastam por vários anos em Sapucaia não são obras deste governo. Quem incentivou quem fomentou quem criou aqueles labirintos foi o governo anterior. E basta uma pesquisa nos jornais dá época para ter-se conhecimento das mazelas que envolveram a construção daquelas casas. Um conhecido comerciante daqui da cidade quase foi a falência, pois era responsável pelo fornecimento de material.
Tudo o que era colocado à tarde, não amanhecia, sumia, evaporava e até hoje ninguém foi responsabilizado. A morte deste trabalhador enquanto causa dor e sofrimento a família, agora é explorada politicamente. Vergonhosamente alguns fantoches políticos, os mesmos que passam o ano inteiro metendo pilhas em comunidades capengas, para estes o prato está servido. A culpa é do prefeito, a culpa é do PT, enquanto isto os verdadeiros responsáveis pela desorganização das vilas mal acabadas curtem a praia numa boa. O incrível é que tem comunidades com mais de cinco mil participantes, mas só cinco ( sempre os mesmos) é que participam. Quatro mil novecentos e noventa e cinco sumiram.
Uma tragédia, fantoches alimentando o ódio, e a rede do bispo escarafunchando e metendo os pés pelas mãos, com uma temperatura de mais de trinta e cinco graus, homens mulheres e crianças sob o sol exigindo direitos, tudo por culpa do prefeito. Foi ou não uma verdadeira armadilha montada pelo MMerendão?

2 comentários:

Anônimo disse...

Talvez meu caro, talvez.
Talvez quando precisar de mim, eu já tenha perdido a vontade de te ajudar.
Não caia na mesmice.Você é uma pessoa inteligente, sabe exatamente quem está por trás disso tudo.

Alda do Crítica disse...

Jaí, quando estes anônimos começam a aparecer e encher o saco, só tem uma maneira de resolver isto. Tira-se a possibilidade de anônimo deixar mensagem.

Deixo aqui um abraço meu grande amigo.

Alda