terça-feira, 29 de maio de 2012


Avenida mundana.

A prostituição, a vagabundagem, o rufianismo são costumes tão ou mais velhos do que o dilúvio universal. Explorar os prazeres do corpo, oferecê-los em troca de dinheiro , vender o amor aos abandonados da sorte, a verdade é que todo mundo conhece, e agora ainda muito mais protegido,pois está protegida por lei. Talvez por isto que a Avenida Sapucaia já faz algum tempo tem se transformado numa passarela pública onde todas as noites podem ser observados todos os tipos de serviços destes gêneros.
Quem se desloca de Esteio em direção ao centro da cidade pode observar depois que escurece um estranho, pobre e vergonhoso desfile de prostitutas, drogados,travestis,gigolôs, e tudo o mais que diz respeito ao gênero. Bem no horário em que estudantes, se dirigem as escolas, lá estão elas, muitas das vezes vestindo apenas uma minúscula combinação, mostrando aos fregueses a mercadoria que se encontra a venda. Não sou contra nenhum tipo de comercio, mas creio que tudo deva terá sua hora.
 É deprimente ver pessoas nas paradas de ônibus constrangidas pelas investidas dos vagabundos que acreditam serem todas pertencentes a laia daquelas meretrizes. Isto por si só não chega a ofender os agentes da segurança, pois a própria polícia passa com suas viaturas, arriscam uma olhada e seguem como se nada estivesse acontecendo. Nossa avenida principal foi transformada numa infeliz passarela de tudo o que não é recomendável, mas que nem por isto é proibido.
 Pelas manhãs, quem costuma fazer suas caminhadas, pode ver o rescaldo macabro das noites de drogas e sexo, muitas das vezes ao longo da avenida, na rua, sem o menor respeito. São camisinhas, seringas, manchas de sangue, fezes, tem de tudo. É como se de repente aquilo deixasse de ser uma via pública e se transformasse num esgoto a céu aberto.Autoridades? mas isto existe aqui neste submundo? Policia? Mas quem disse que eles estão vigiando? Saúde pública?Nem tomam conhecimento.
Secretaria da saúde? Esta costuma se preocupar com palestras, distribuição de camisinhas, conselhos com psicólogos. O que está acontecendo de fato no corredor da imundície não faz a mínima diferença. Aqui, bem no caminho do Instituto Rubem Darío, junto a passarela, tem uma destas casas, junto ao local uma passarela usada por estudantes da Unisinos, e outras tantas pessoas que usam os coletivos. As “operárias”, costumam transitar entre as pessoas trajando apenas sutiã e calcinha, ou, em muitas das vezes, só um minúsculo baby-doll.
Isto constrange aquelas pessoas que muitas das vezes nem sabem do que se trata aquele desfile, estudantes se vêem importunadas com o assédio de marmanjos que param os carros e lascam todos os tipos de piadinhas, afinal, pensam eles, se estão na mesma passarela é tudo igual. As autoridades sanitárias do município devem urgentemente tomar uma atitude, o povo não pode ficar refém deste desrespeito, desta humilhação e tanta pouca vergonha.
Na verdade creio que este tipo de atitude tem tudo a ver com a situação pela qual passa o nosso municípo, drogadição em alta, políticos mentirosos, crimes, assassinatos,roubos, assaltos. O que será que está faltasndo acontecer para que as autoridades responsáveis tomem provdencias mais energicas? É o cáos. 

segunda-feira, 28 de maio de 2012


Progresso, isto é bom?

Quando vim morar em Sapucaia, isto em 1954, encontrei um universo tão diferente de onde até então vivia, que parecia impossível me acostumar com tantas coisas diferentes. Nasci e me criei na Rua da Fábrica de papel e papelão Justo e Cia. Naquele tempo, chamada de Rua da Paia. Ali o passa tempo era a pesca de lambaris, ou então as brincadeiras dentro dos fornos da Olaria dos Dauts, ali bem perto da minha casa. Mas, veio o convite, para cuidarmos de uma chácara aqui na cidade.O proprietário havia falecido e a viúva mudou-se para Porto Alegre. Morávamos numa pequena casa de 5,40X 5,40, alugada, de um dos sócios da fábrica, não tinha pátio, pois a casa dava de fundo para um banhado.
A nova casa possuía onze peças, espaçosas, e eram 12 terrenos juntos, bem ali na rua Sete de Setembro quase fundos do Cine Marabá. Arvoredo imenso, todos os tipos de frutas e verduras, e não pagávamos um centavo de aluguel. Tudo era novidade, um quarto para cada um, a casa toda mobiliada, ferramentas, um verdadeiro paraíso. Mas, o que mais cativou toda a família foi a cidade. Parecia coisa de contos dos livros que meu retirava do lixo, e comprava a quilo. Foram estes primeiros livros o começo de minha humilde biblioteca, alguns com mais de quarenta anos guardo até hoje.
A cidade simples, Um clube, o Sete de Setembro,Times de futebol: O Vera Cruz,o Sial, o Sapucaiense, o Cubla, o Taurus e muitos outros. O cinema Marabá, As festas do Padre Gentil, os acampamentos no Morro de Sapucaia. O Grupo Escolar da D. Sibila, os desfiles do dia sete de setembro. Os dias de estréias, no cinema do seu Edegar, eram dias de festa na cidade. As pessoas residentes nas zonas mais afastadas vinham até de carroça. Estas ficavam “estacionadas” na beira da rua, os animais amarrados junto aos moirões que cercavam os trilhos do trem, cuja passagem ficava situada exatamente onde estão o pé da passarela do antigo cinema. Os grandes filmes da época eram os clássicos bíblicos, Sansão e Dalila, Quo vadis, Os dez Mandamentos, O dia em que a Terra parou, não faltando as chanchadas do cinema Nacional, e os sempre aplaudidos                  sucessos de Mazaroppi.
Mas o tom interiorano da cidade era dado pela estação ferroviária, ali no centro. As tardes de domingo eram as preferidas para acompanhar a passagem do trem que vinha desde Taquara até Porto Alegre. Os vagões lotados, a gente passava entre os vagões vendendo frutas, rosquinhas,e merengues que minha mãe fazia. Também aos domingos podia-se fazer uma féria nos jogos de futebol, no campo de Vera Cruz, que ficava bem ali próximo a loja primavera da Manoel Serafim. Ali era um grande campo, que começava perto da igreja e ia quase até o cemitério da vila primor. Casas mesmo, só haviam do lado  direito no sentido centro bairro.Todo o resto, salvo a parte do campo de futebol era mato.
Gradativamente as coisas foram mudando, Sapucaia foi inchando, a dificuldade em encontrar serviços básicos começou a criar a idéia de emancipar-se de São Leopoldo. Serviços de infra estrutura, até então, somente eram conseguidos após muitas discussões dos nossos representantes no legislativo leopoldense. Com a emancipação começaram os problemas. As primeiras brigas “políticas” estava nascendo uma nova era para a cidade...

 Continua....

VERDADE.

Aparentemente as coisas na política local parecem terem sofrido uma acomodação. Depois do rompimento do casamento entre o PDT e o PT ,cada um resolveu chorar suas mágoas em ombros amigos. Menos o PDT que corre contra o tempo a procura de alguém que consiga ajudar acurar sua solidão Estava agora a pouco relendo algumas atas das reuniões antigas, tanto da executiva quanto das reuniões semanais. A mudança comportamental de muitos indivíduos é gritante quanto ao que se dizia e agora com a realidade.

A tônica de todas as conversas sempre era para o fato de que o partido dirigido por Ibanor, entraria na prefeitura, caso vencesse a eleição, para preparar o terreno e em 2012 lançar candidato próprio, com todas as chances de vitoria. Não faltaram planos, discursos inflamados e principalmente avisos quanto a possíveis traições vindas da banda podre do PT. Tudo foi objeto de análise. E no entanto o que se viu foi um vice prefeito medroso, encolhido em seu gabinete, rodeado por assessores SEM COMPETENCIA ALGUMA, totalmente engessado em seus propósitos, sem que ninguém, fizesse nada para mudar o panorama.

Ballin, é gato escaldado, não é burro, muito embora tenha se mostrado covarde em algumas situações, soube aproveitar a falsa aliança que buscava a tal governabilidade e a custa do sacrifício de alguns filiados seus, botou para dentro da prefeitura um exercito de mercenários. Buscou gente em todos os recantos (é uma estratégia velha do PT) e delegou ao Selvino o comando da administração, assim matava dois coelhos com uma só cajadada: Ficava livre para as suas manobras, e farolagens enquanto o Selvino tomava conta do campinho, admitindo e fazendo as seleções de quem saia e de quem entrava. Ficou responsável pelo loteamento, dos cargos. Pisou,maltratou, feriu pessoas boas, tudo pela causa imbecil da reeleição.

A grande vantagem em ser político aqui nesta cidade, é que o povo não sabe ainda votar. Sapucaia do Sul é um verdadeiro caldeirão humano, aqui tem gente de todos os recantos do Rio Grande do Sul. Alguns movidos em busca de empregos, mas a grande maioria trazida pelos antigos coronéis da política. Estes acabaram por se tornarem escravos dos favores e das benesses da câmara de vereadores , diga-se de passagem, um cemitério de confissões que se fossem todas devidamente esclarecidas, não sei não se haveria celas disponíveis.

Houve um tempo em que se trazia uma família inteira, do interior, transferia-se o título de eleitor de todos. Aqui, o padrinho se encarregava de colocar o vivente com os seus em beiras de arroios, beiras de rodovias, rios, ocupavam indistintamente áreas públicas e transformavam em “feudos”. Mancomunados com deputados estaduais,faziam conchavos propiciando luz e água, com rabichos improvisados, os quais mesmo sendo reconhecidos como ilegais (roubo)não podiam ser cortados pois os padrinhos políticos acobertavam as falcatruas. Muitas desta vila irregulares, destes moradores de “beiras” devem a sua situação só vereadores e políticos da época. Abandonavam , muitas das vezes, uma situação confortável, pela aventura de acreditar em promessas que eram verdadeiras fraudes.

Exemplo clássico disto que estou narrando é a vila Corsan, que foi “criada” em torno do reservatório da estatal, em zona alta, e hoje “feudo” de um ex vereador da época. Estas situações foram crescendo, se agigantando e hoje todo aquele povo sofrido das periferias é praticamente escravo dos favores e das migalhas do poder público. A menos que se crie no município uma consciência política da responsabilidade do voto, como fator de mudanças, Sapucaia vai continuar sendo a cidade boa, trabalhadora, mas refém de uma corja que há décadas manda , desmanda,debocha, e tripudia em cima dos contribuintes.

quinta-feira, 24 de maio de 2012


Finalmente a vingança.

Mesmo que em uma nota muito tímida, com erro de português e tudo o mais de direito, a “executiva” do PDT vem a público declarar-se “fora do governo”. Mas porque saíram? O que será que aconteceu com o Sr. Ibanor e seus privilegiados aspones? Eu sei o que houve. O Sr. Meu amigo foi traído assim com traiu muitos filiados, e principalmente a mim que sempre fui amigo e colaborador. Onde é que estão os teus assessores, Onde é que está o vice presidente da sigla, advogado que trabalhou, participou, e que se sabia que o  governo municipal estava fora dos programas estipulados, não tomou as dores pela executiva e principalmente pelo seu presidente? Onde estava a Secretária Madalena, que também supostamente sabendo de tudo continuou mamando até o dia de exonerar-se ? Onde estava o seu famoso gerentão o diretor de habitação que estava construindo casas e se pendurando no saco de deputados estaduais?
Onde está o seu assessor de luxo, o coveiro que o Sr. Trouxe de Porto Alegre para organizar o partido. O atual ponta pé na bunda faz parte desta remodelação? O Sr. Meu amigo está sofrendo na carne o que fez para muita gente, não chore, não lamente. Pegue a sua trouxa e caia fora esta historia de compromisso com o povo de Sapucaia é a maior besteira que poderiam ter escrito. Se, em três anos e meio nunca tiveram consideração nem mesmo com os seus filiados agora vão ter com o povo? Não estão mais fazendo parte da Administração? Então entreguem todos os cargos, todos os CCs. Recolham-se cada um para o seu canto e que cada um assuma sua parcela de culpa por terem destruído o partido do Brizola no município. Ora bolas o Ballin e a sua tropa todo mundo já conhece. O PDT, humilhou-se durante todos estes anos recebendo ordens do Selvino, e de aspones do Arlenio, do Caco, do Scopel eram eles que mandavam muito mais que o próprio vice prefeito. A pergunta agora é; Fazer o quê ?
Quem vai apostar num partido que teve quatro anos para formar sua plataforma e que agora amarga a derrota de confessar seus próprios erros? Quem, realmente é o culpado? Quantas reuniões foram feitas, quandos discursos inflamados foram ouvidos, quantos gerentões inteligentes fizeram pronunciamentos incendiários? Resolveram o quê? Faltou pulso, meu amigo, faltou quem o ensinasse como domar estas “feras” do prefeito e seus asseclas. Este casamento (PT/PMDB) já estava acertado desde o primeiro dia da sua posse. Eles gozavam, riam (eu cansei de avisar) debochavam diziam que até a primeira dama tinha mais poder que o vice. Mas, ninguém ouviu isto, era só eu que sabia. O dinheiro no fim do mês fazia todos ficarem surdo mudos. Tenham, pelo menos a coragem de assumir suas falhas, suas responsabilidades, e não fiquem delegando culpas ao Ballin, afinal ele é outro fantoche, bobo, que se acredita inteligente.
O reinado do PT no vale do Rio do dos Sinos está desmoronando aos poucos, São Leopoldo já está mostrando ao Rio Grande o poder de alguns figurões, Sapucaia do Sul, com este fracasso é outro que cai. A primeira parte da minha vingança está concretizada. O prefeito municipal e sua turma da pesada deu no vice prefeito a mesma facada nas costas que ele aplicou em alguns de seus colaboradores. Não chorem meus ilustres amigos exonerados. A vida é assim, as vezes o justo paga pelo pecador. Agora foi a vez do todo poderoso Ibanor, sofrer na carne a dor e o sentimento da truculência que ele mesmo aplicou em alguns colaboradores. Meus pêsames aos filiados realmente Brizolistas, e parabéns Sr. Coveiro, o Sr. Mostrou que é bom mesmo, e ao gerentão (herdeiro do Brizola), que pena, seus discursos não tiveram êxito.

quarta-feira, 23 de maio de 2012


Um dia de fúria.

Ontem, era o dia D, o mega bandido Carlinhos Cachoeira iria depor na Comissão Parlamentar Mista do Congresso. Mas, muito bem assessorado pelo seu advogado, ex ministro da justiça Marcio Tomaz Bastos, simplesmente distribuiu sorrisos, gozou da cara dos nossos “representantes” e saiu sem dizer uma só palavra.E não é para menos, sua defesa pelo senhor advogado vai custar a bagatela de 15 milhões de reais. Isto mesmo, quinze milhões de reais para sair inocente depois de roubar,chantagear,corromper,roubar divisas,lavar valores, explorar jogos,lenocínio e provavelmente até mortes.

Estes são os brasileiros acima de qualquer suspeita. Isto tudo com o aval do Presidente da câmara Sr.Marco Maia (tirou a TV câmara do ar) e do Senado Sr. José Sarney que fez a mesma coisa com a TV senado. Quer dizer, tiveram tanta vergonha de suas incompetências que evitaram mostrar ao mundo a verdadeira cara do nosso congresso. Nossa classe política está podre, totalmente infestada de cupins, palhaços medíocres leitos para trabalharem pelo povo mas, que baixam as calças frente ao poder do dinheiro.

É por isto que aqui no Brasil, se rouba tanto, é por isto que nesta terra os gringos vem buscar escravas para fazerem delas prostitutas de luxo. Isto aqui é um deposito de desonestos, de corruptos, de lacaios. Os cidadãos de bem sentem vergonha destes atos que diariamente toma conhecimento. E sabe DEUS o que acontece verdadeiramente por detrás das paredes do congresso. Pelos corredores sujos, pelos porões, pelas salas acarpetadas  do poder.Este é o país da copa,este é o país que está ”investindo” bilhões para sediar jogos que talvez só os Carlinhos cachoeiras e os políticos de Sapucaia do Sul vão assistir. Mas, destes bilhões todos, quantos milhões deverão ser desviados para pagar advogados de luxo? Hã?

Uma coisa que ainda não consegui entender, e que ninguém se dispôs a explicar é o seguinte: Porque será que uma cidade como a nossa, com mais de 150 mil habitantes ainda permanece refém politicamente de nomes como: Ballin,Selvino,Arlênio,PauloBorges,MarceloMachado,Jarbas,Caco,Avelino,Portilho,Zandonai,Scopel,Ibanor,Gilberto,Sidney e tantos outros que há tantos anos dominam os conchavos, e as querelas do poder. Apontem onde está escrito que só estes nomes, e só eles, tem o direito de disputar votos numa cidade, que praticamente é berço de operários.

Já passamos por tantos e tantos desaforos, já desfilamos tantas vezes nas páginas de jornais por conta destes mesmos eternos fantoches, e ele insistem em comparecer. A cada eleição lá estão os mesmos de sempre. Será que esta cidade não pode apresentar alternativas capazes de remeter esta turma de paquidermes para o quinto dos infernos? Que diabos de praga nos assola que nos obriga a conviver com as mentiras, os deboches, as intrigas, os escárnios desta mesma gente que parece querer impor um feudo delegando de pai para filhos o poder.

O jornal VS, de hoje(23/05) nos da clara e objetiva imagem de quem são os nossos “representantes” Vejam as respostas ambíguas, mentiras, falsas. Alguns são tão caras de pau que sequer tem coragem para dizer alguma coisa. São totalmente BURROS. Votaram num aumento imoral, na calada da noite, agiram como meliantes covardes. Enquanto nos (seus patrões) dormíamos eles assaltavam a geladeira para pegar os melhores alimentos, e depois com o maior cinismo se recusam a falar sobre o assunto.

Será que depois de todas estas fantasias eles ainda têm a desfaçatez de lerem uma passagem da bíblia e pedir a proteção de DEUS? Até quando o povo desta cidade vai aturar tantos desaforos? Gente, está na hora de reagirmos, vamos aprender a votar, aprender a escolher, aprender a investigar. Estas pessoas não podem continuar mandando na cidade. Nós trabalhamos, nós produzimos, nós carregamos este fardo de tributos nas costas, e eles, sempre os mesmos a pegar as tetas e mamarem? A empregarem aspones vagabundos, sem qualificação, em detrimento de um quadro efetivo que a cada dia se vê mais desvalorizado.

A educação, a segurança, o emprego,a saúde tudo em crise. A sacanagem é tão grande que agora estão fazendo reuniões nos postos de saúde para que os funcionários insistam com a população que tudo está bem, que os políticos atuais devem ser reeleitos, que tudo vai melhorar. Mas melhorar o quê ?Tenham vergonha na cara. Aprendam de uma vez por todas que quem deve julgar é o povo e não vocês se insinuarem como santinhos.
Para finalizar, fico com a triste constatação de uma verdade: O PDT que agora poderia ser o diferencial, com todos os poderes e direitos de exigir inclusive uma cabeça de chapa não tem poder sequer de escolher aliados. Quando o senhor Ibanor assumiu, foi aconselhado (por verdadeiros amigos) como deveria agir para quando chegasse o momento estivesse lá no topo da escada. Um gabinete ágil, cuidando de seus filiados,brigando por suas idéias,oportunizando debates,crescendo.Ao contrário cercou-se de incompetentes, de fantoches,de conversadores fiado e agora quando deveria jogar de mão, dando as cartas, do alto da pirâmide, se arrasta vergonhosamente pedindo pelo amor de Deus que alguém lhe estenda a mão. Eu avisei. Estão pagando pela incompetência

segunda-feira, 21 de maio de 2012


O  PDT.

O PDT, que eu idealizo, não se parece nem um pouco com esta coisa que ai está presidida pelo Ibanor. Quem me conhece sabe, que quando falo, é porque tenho certeza. Desde o início falava que esta festa toda, que esta fuzarca de conviver com um governo municipal, mancomunado com todos os antigos rivais iria acabar por atirar o partido às traças. Não deu outra. Ganhamos apenas uma secretaria, que foi ocupada por alguém de quem nunca se ouviu falar. Mais alguns CCs, sem importância e assim mesmo ocupados por gente que veio a mando de deputados federais (coveiro). O Ibanor esperava o quê? Não trabalharam, não se preocuparam em mostrar o trabalho (se é que existiu alguma coisa) Agora levam um solene ponta pé no traseiro, e ainda tem o peito de fazerem reuniões mentirosas(não tinha mais que 40 pessoas) levantarem os braços numa encenação ridícula, como se realmente acreditassem que o PDT, só ou coligado, com algum nanico tenha alguma chance. O que vai acontecer é que os mesmos de sempre darão o corpo para as piranhas, Não conseguirão eleger ninguém (de novo), pois a cisão com o PT anula qualquer chance de usar os projetos desenvolvidos (do PT) para uso próprio. Muito me admira que pessoas de bem, (idosos em sua maioria) sejam usados para maquiar uma candidatura que já nasce morta. Se, realmente o Ibanor e sua executiva querem realmente ter uma saída digna, que entreguem todos os cargos, saiam de cena, assumam os próprios erros. Tentem buscar os antigos colaboradores (aqueles que aceitarem) recomponham a sigla, repensem esta bobagem de mendigar apoio com anões fajutos ou mensaleiros( DEM). Será muito melhor ficar a sombra do que sair para apoiar quem quer que seja, pois o quadro que está sendo pintado aponta mais uma vez, para a velha opção já conhecida. Teremos que escolher o menos ruím entre os piores.Porém, porém se ainda resta um pingo de dignidade, convoquem o diretório e discutam alternativas. Mas, só os membros do diretório, sem GERENTÃO, muito menos COVEIRO.

Quem dá mais.

Ao contrário do que acontece em outras democracias, aqui no Brasil o período anterior ao das eleições, não importando o clamor público, se caracteriza pelo leilão realizado, ao natural, com a maior cara dura. No que consiste: Simples, as siglas, em sua maioria, sem nenhum tipo de filosofia ou história partidária, coloca na vitrine aquilo de que dispões, a chamada isca. Isto serve de atrativo para os "tubarões" que, promovem então os famosos jantares para o provável loteamento de cargos e salários.
Note-se, que em nenhum momento o povo realmente fica representado, já que muitas destas siglas anãs, são criadas ao vento, em reuniões de garagem, com a presença apenas das "lideranças".Enquanto perdurar este sistema pernicioso que aceita este tipo de ajuntamentos, não existe perspectivas de uma melhora na situação geral da política brasileira. A cada eleição, os conchavos, os acordos, as negociatas tomam conta de salas, garagens, pavilhões, praças enfim.
Então em troca de um arroz carreteiro, ou de alguns salgadinhos tomam-se decisões que vão alterar, muitas das vezes, a vida de muita gente na cidade que sequer está sabendo que a representação delegada a um amigo, parente ou até mesmo estranho esteja servindo apenas e simplesmente para locupletar o ego de meia dúzia de interesseiros. Faça-se, uma análise criteriosa das reuniões de alguns destes partidos nanicos, e se verá que são sempre os mesmos, com algumas modificações nas caras devido a algum convidado que vem, assina o nome, e depois esquece totalmente daquilo que foi tratado. Não se buscam, nestas reuniões, alternativas, soluções, para os problemas.
Ali, geralmente comparece alguém já identificado a nível estadual, dá aquela enrolada tradicional e todos aplaudem. Geralmente as atas destas reuniões são usadas para darem veracidade, credibilidade a possíveis acordos que podem acontecer num futuro. Só que na realidade muitas destas pessoas ficam sabendo destas tramóias. Se, o nosso país está nesta situação (corrupção,roubos,desvios,CPIs de faz de contas, apadrinhamentos escabrosos com verdadeiros gansgsters) nó somos os culpados. Não adiantam passeatas, não adiantam protestos, na verdade estamos brigando com nos mesmos. Somos nós que damos aval para que absurdos desta natureza aconteçam.
Trocamos nossos votos por sacolas,por remédios,por consultas fajutas, e depois queremos reclamar? Mas, reclamar do quê? Quando era para exigirmos seriedade, soluções, alternativas, aplaudimos meia dúzia de analfabetos de gravata, comemos um arroz mal lavado, e damos boas gargalhadas. Aquela era a hora de mostrarmos realmente nossas intenções. Agora não dá para reclamar, eles tem todo o direito de rir da nossa cara. Daqui para a frente vai ser assim, os donos dos partidos, independentemente do tamanho, vão ser chamados para os tradicionais almoços, depois, barriga cheia, e a cara também, é só esperar o momento certo de responder a pergunta:
Quem dá mais? Daí você levanta o dedo a diz que pode oferecer alguns cabos eleitorais, tem algumas fichas na gaveta, e quer or uma secretaria e mais alguns CCs, está disposto a fazer o investimento. É meu amigo, certo estão eles,burros somos nós.

sábado, 19 de maio de 2012


Chegou a hora.

Pois é, chegou a hora. A festa estava boa, a fuzarca comeu geral, mas,os tempos mudaram,a noiva bonita e charmosa não tomou os devidos cuidados e agora velha, e pobre é convidada pelo ex- noivo a tomar uma decisão:Ou aceita a condição de se a “outra” e vai para a cozinha fazer a limpeza, ou então, tenha a bondade di sair pela porta do fundos.

O PT,acuado por suas mazelas políticas nos quatro anos de mandato que agora se encerram, começa a mostrar a sua verdadeira cara. Aliás, para poucos, pois para quem convive com este tipo de políticos daqui da cidade nada do que está rolando é novidade. Durante todo o tempo na cadeira de vice prefeito, o presidente da sigla, deixou-se influenciar por meia dúzia de bestas, abobalhados das idéias, os quais não souberam, ou não quiseram lhe abrir os olhos para a realidade.

Ingênuo politicamente, mesmo sendo correto, foi levado pela turba, dos conchavos, traiu companheiros que lhe eram fieis,foi covarde com quem sempre demonstrou fidelidade, e agora sua sigla, vê-se num dilema dos piores. Não tem base para tentar vôo solo, e muito menos credibilidade para tentar compor com qualquer outro pobre anão. Seus potenciais candidatos a vereança, agora com o rompimento com o PT ,  não poderão fazer campanha calcados nos projetos desenvolvidos.Seria incoerência pura. E, pelo que informam sua sucessora levou o clássico PNB. (pé na bunda)

Madalena Peixoto, que desempenhou o cargo na ex secretaria do bem estar social, fez de tudo para manter o cargo (único) de secretaria ganho pelo PDT , mas, os projetos (todos) desenvolvidos vieram todos da área do governo federal. Do gabinete do seu vice, não apareceu NADA. Assim, caso fizer uso destes projetos em sua plataforma estará apoiando a reeleição do Blimblim. Calando-se empurra para longe o prato no qual se alimentou por longos quatro anos.

Com o gerentão, vai acontecer o mesmo, pois como diretor da Secretaria da Habitação, sempre esteve qual papagaio de pirata grudado, ou no cangote do  Tita Nunes, ou no do Sossela (campeão em gasto de diárias). Era o tal que alardeava que o PDT estava construindo moradias dignas para as pessoas carentes do município. Mentira. Os projetos eram do PT, mais especificamente de BRASÍLIA. Não terá argumentos para a campanha. Portanto não poderá ocupar a vaga de BRIZOLA no PDT. Mesmo com discursos inflamados, e caras feias. Não vai pegar os DEZ mil dos vagabundos da câmara.

Agora a realidade, o ultimato recebido pelos CCs. Quem quiser continuar sugando as tetas da Mamãe prefa, vai ter que ASSINAR FICHA COM O PT, casos contrários serão sumariamente EXONERADOS, sem piedade. Palavras do todo poderoso Selvino. Para encerrar, afinal é sábado e eu não quero estragar o fim de semana de ninguém, vem a última noticia corrente nas ondas da rádio peão. Parece que o DEM do Arqui, pré histórico e milenar Sidney , já se assanha para a noiva desesperada do PDT. Daí, vai ser a desmoralização final, a decretação do fim da sigla no município. O Ibanor, que sempre foi ferrenho rival, terá que, com ou sem máscara do nariz, abraçar-se ao arqui rival  Sidney.

O negocio é aguardar. As noticias já começam a aparecer no meu email. Aqui, comigo é assim, caiu na malha, vai pra rede, doa a quem doer.


sexta-feira, 18 de maio de 2012



No mínimo muito curioso, quando candidato em 2004, atual vice prefeito, Ibanor elencou diversas propostas em sua plataforma de governo, conforme mostra a foto.Naquela época tudo parecia ser muito facil de se arranjar. Mas, eleito junto com Ballin, nada daquilo que havia prometido foi sequer pensado. Porque? Afinal de contas, quando um candidato tem realmente no DNA a vontade de trabalhar, não imortam as companhias.  E, diga-se de passagem, esta (2004) foi uma das campanhas mais traumáticas que o PDT enfrentou. Aquela velha coisa de chamar para junto de si "companheiros" de última hora. Geralmente, estes somem, e nos deixam amargas lembranças. Pergunto: Será que vale a pena tentar de novo, Ibanor?

Só agora aparecem alguns comentários muito medrosos criticando a chafurda, isto mesmo a chafurda que alguns vagabundos fazem com o dinheiro público. Olha que pagar dez mil reais para um vereador de qualquer cidade é dormir em berço de ouro. Cidade que pode dar-se ao luxo desta barbaridade, das duas uma, ou é governada por um magnata do petroleo, ou tem um povo que gosta de alimentar bem os seus vagabundo,mesmo apanhando na cara.

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Vamos mudar a lei?

Recentemente, em pesquisa realizada nos órgãos oficiais, verifiquei que o universo de benefícios do INSS aqui na região passa de 12.000. Isto mesmo, são mais de doze mil benefícios. Se considerarmos que cada aposentado hoje em dia é responsável pelo sustento de 4 pessoas na família(média)fica claro e notório que, se quiséssemos realmente mudar os rumos desta cidade nós poderíamos sim mudar este panorama. E, porque não o fazemos? pelo simples fato da disputa de beleza. Tem gente que se contenta com pouco e prefere não enfrentar"os grandes". Agora aqui na cidade. Estão implantando o tal estacionamento para idosos e deficientes. Mas, pelo que se sabe, vão exigir que idosos e deficientes façam cadastro. ISTO é RIDÍCULO, é DESUMANO, é IMBECIL. Quem é deficiente mostra no corpo sua deficiência, bem diferente de algumas ditas autoridades que a escondem no cérebro. Já os idosos possuem um RG oficial com data,foto e tudo mais. Agora respondam: Quem é a autoridade que vai dar declaração para idosos e deficientes, algum vereador,parecem ter prazer em dificultar as coisas: Para que simplificar se complicar resulta em votos? Outra bandeira, que temos que carregar, vagas separadas não precisa, demarquem um local adequado para deficientes e idosos, quem vai chegando vai ocupando, esta historia de placas aqui e placas acola,serve apenas para segregar, discriminar. E depois tem mais, discriminar é CRIME.
O Brasil, será sede da Coppa dos Alienados,muitos vão festejar,acenar bandeirinhas,pegar autógrafos. Poucos vão assistir,e lucrar com isto.Mas, este país tem um cabedal de políticos de fazer inveja, vejam estes projetos de lei.

No mínimo curiosos

Santa Maria (RS)» Lei do silêncio para os animais. Fica proibido latir depois das 22h. O dono do cachorro que desrespeitar a lei será multado.

Catanduva (SP)» Proíbe a morte das pessoas na cidade.

Juiz de Fora (MG)
» Todos os bares e restaurantes seriam obrigados a apresentar no cardápio, além da quantidade de calorias e glúten de todos os alimentos, a necessidade calórica diária por faixa etária. O estabelecimento que descumprir a lei será sujeito a multa de R$ 1 mil a R$ 5 mil.

São João del-Rei (MG)
» Morte aos animais. Todos os animais que permanecerem mais de 48 horas nas ruas serão sacrificados.

Sobral (CE)» Propõe a construção na cidade de dois prédios nos moldes do World Trade Center para abrigar a sede da prefeitura e as secretarias. As Torres Gêmeas teriam de 8 a 10 andares. O mesmo vereador apresentou projeto para construir um muro das lamentações.

Capelinha (MG)» Proíbe a venda de bebidas alcoólicas a mendigos e pessoas com deficiência mental.
Manaus (AM)» Apenas médicos e profissionais da saúde poderão usar uniformes brancos.

Salvador (BA)» Democratização do refrigerante. Torna obrigatória a venda de refrigerantes de 1 litro em todos os restaurantes. Segundo o vereador, os pobres não comem fora por causa do preço dos refrigerantes.

Manaus (AM)» Lixo cheiroso. Obriga a instalação de neutralizador de odores em caminhões de lixo.

Porto Alegre (RS)» Os cavalos e burros são obrigados a usar fraldas, com exceção dos que participarem de eventos.

Nova Iguaçu (RJ)» Obriga a instalação de banheiros para gays e travestis em espaços públicos.


Isto é só o começo, vem mais absurdos por ai.

Jornal EXTRA de pERNAMBUCO.

Edição de 16/05/2012

Pelo que parece a JUSTIÇA daqui não é      muito diferente daquela de lá

       Comentários:

             marc d´guia disse em 16/05/2012 as 06:24

A POMPA DESSE ÓRGÃO CHEGA A DAR NOJO EM QUALQUER URUBU, ELES SE ACHAM VERDADEIROS FEUDAIS, SE ACHAM NO DIREITO DE HUMULHAR OS CIDADÃOS/ELEITORES.A JUSTIÇA QUE DEVIA IR AO POVO, PELO CONTRÁRIO ELA SE ABOLETA EM UM CONFORTÁVEL ASSENTO SOB O AR CONDICIONADO E DALI FICA HUMILHANDO O ELEITOR, INCLUSIVE INTERPLETANDO A LEI EM EXTREMO, AMEAÇA O ELEITOR COM POSSÍVEIS PUNIÇÕES PREVISTAS NA LEI.

CIDADÃOS SIMPLES E SEM NUNHUM RECURSO, PERDEM DOIS, TRES DIAS EM PÉ E DEBAIXO DE UM SOL ESCALDANTE PARA RECASTRAR O SEU TÍTULO DE ELEITOR O QUE NÃO VAI NA PRÁTICA RESOLVER EM NADA O PROBLEMA DA CORRUPÇÃO EM NOSSO MISERÁVEL ESTADO. O PROBLEMA ESTÁ NA ÁREA SOCIAL ALAGOAS É VÍTIMA DE A MUITO TEMPO DESSES POLÍTICOS CORRUPTOS QUE AGEM COMO QUEREM DEBAIXO DOS OLHOS DE ALGUMAS INSTITUIÇÕES QUE DEVIAM COIBIR. A DEMOCRACIA ARROTADA POR TANTOS A MENOS DE TRINTA ANOS, HOJE FOI TRANSFORMADA NUMA MONARQUIA DITATORIAL IMPOSTA GOELA ABAIXO DO POVO LEIGO E INDEFESO.

NÃO EXISTE UMA BOA EDUCAÇÃO PÚBLICA EM ALAGOAS, SAÚDE NEM SE FALA E A SEGURANÇA ESTÁ REALMENTE SUCATEADA ATÉ O MENOS PESSIMISTA PERDEU AS ESPERANÇAS NA ÁREA DA SEGURANÇA EM ALAGOAS. ESCOLAS ESTADUAIS FECHADAS EM PLENO MES DE MAIO, E POSTOS DE SAÚDE ESTADUAIS QUE DEVIAM SER CONSIDERADOS PRIMORDIAIS, NOS FINS DE SEMANA SE APRESENTAM FECHADOS OU SEM OS DEVIDOS PROFISSIONAIS PARA ATENDER A MUITAS PESSOAS QUE BUSCAM SEUS SERVIÇOS. NO ENTANTO NEM O GOVERNO DO ESATADO, NEM O PREFEITO DA CAPITAL SÃO SEQUER INCOMODADOS POR QUALQUER AÇÃO VINDA DOS ÓRGÃOS JUDICIAIS. MILHARES DE CRIANÇAS BRINCAM NAS RUAS JÁ NO MEIO DO ANO LETIVO/;2012, PELO SIMPLES FALTA DE ESCOLA PARA ESTUDAR E AS JUSTIÇA VÊ ISSO COMO SE FOSSE UMA COISA NORMAL, PARA ELA(a justiça),A EDUCAÇÃO PÚBLICA É UM FAVOR E É DADA QUANDO BEM SE ENTENDE PELO GESTOR, PODENDO AINDA ESSE GESTOR TIRAR PROVEITO POLÍTICO ÁS CUSTAS DESSES POBRES INOCENTES COM A DESTRIBUIÇÃO DE KITS ESCOLARES DE QUALIDADE DUVIDOSA. ASSIM O POBRE QUE TRABALHA E PAGA PARA MANTER O SISTEMA FUNCIONANDO, AINDA TEM QUE ENFRENTAR FILAS QUILOMÉTRICAS PARA ADQUIRIR UM DOCUMENTO QUE VAI LHE DAR O DIREITO DE VOTAR NA CONTINUIDADE DESSA ESCRAVIDÃO QUE NÃO SE SABE AO CERTO QUANDO E COMO VAI TERMINAR. TOMARA QUE BEM.


Pipocas




Que cacife do nosso vice prefeito, heim? Que honra participar da entrega simbólica dos Certificados de Dispensa de Incorporação. Se o PDT tivesse vergonha na cara, abandonava logo este barco furado que é administração municipal. O estrago já está a ponto do IRREMEDIÁVEL. Tenho certeza de que pelo menos no caso do Ibanor, o que lhe segura na prefeitura não é dinheiro, pois como profissional do ramo da contabilidade está mais do que estabilizado. Já outros “cargos” até se entende não largarem a teta.

Tenho um amigo (confidenciou ontem aqui no meu escritório) que , pensando em candidatar-se a vereador pela sigla do PDT aqui da cidade, organizou uma reunião, num determinado local. Conseguiu arregimentar, mais de sessenta pessoas. A princípio ficou eufórico, mas, depois o povo saindo, aperto de mãos, abraço, e os comentários? Pô, cara não te mete que é fria. O teu partido ta morto, e eles têm a panelinha deles. Tu acha que vai ter chance? Vais atirar dinheiro fora. Não seja bobo. O cara desistiu. Não vai encarar.

A verdade é que pelas noticias que me chegam, o público nas reuniões do PDT, continua sendo o mesmo, ou seja, alguns CCs,originários de outras siglas, e o público da terceira idade que vai ouvir as preleções de santa madalena, os discursos vibrantes do acadêmico das ciências jurídicas “o gerentão”, o papo careta dos “convidados” e a monotonia do discurso pré histórico do Ibanor. E, o pior, ainda colocam lenha na fogueira de que o homem deve concorrer a prefeito. Não faça esta bobagem “companheiro” esta estrada não vai levá-lo a lugar algum. Veja bem: Se decidirem por concorrer, escolham apenas uma pessoa, com reais possibilidades e decidam pelo apoio em massa. Daí pode ser, que dê resultado. Se pulverizarem votos é fiasco certo, podem anotar.

Mas, em matéria de malandragem o Hospital Centenário está um primor. Imagine a situação; O paciente deitado na mesa para cirurgia, equipe pronta,equipamentos a disposição, e todos olhando para o cirurgião e o anestesista que rolam pelo chão engalfinhados trocando socos, pontapés. Depois calmamente cada um arruma a roupa, passa uma mão nos cabelos, tiram o pó, e começam a operar o paciente. Pergunta: Qual a chance disto dar certo?

Já a câmara de vereadores vota hoje o projeto de aumento de salários para a turma da vida boa, menos mal que lá não são tão crápulas como os daqui da cidade. Aqui os vagabundos se auto aumentaram em mais de 100%. E o pior NINGUÉM CHIOU só eu tenho batido na cara destes sem vergonhas. Já pensaram? Um vereador de Sapucaia receber DEZ MIL REAIS? De onde tiraram isto? Que pouca vergonha na cara. Quem será que apitou nos ouvidos desta gente que eles valem tanto? Alguns não sabem nem assinar o nome.

terça-feira, 15 de maio de 2012


Porque sempre os mesmos

                                               Continuação...

Ibanor é o Scopel ao contrário.

Isto mesmo que você leu, estou me referindo a tática empregada. Vamos recordar a campanha de 2008. O candidato Luiz Scopel, vinha de uma peleia acirrada com o então prefeito Marcelo Machado, com quem aliás trabalhou e batalhou á época do Walmir Martins. Aqui vale a pena uma reflexão. Tenho para mim, opinião minha, portanto sujeita a erro que o Walmir morreu mais depressa pela pressão que faziam sobre ele para que largasse a prefeitura. Não podemos esquecer de que as últimas pessoas que visitaram o Walmir foram justamente o Luiz Scopel, o Marcelo e o Gilberto.

Ora, o Walmir desde guri sempre foi um apaixonado pela cidade. Desde o  tempo em que era motorista de taxi. Por mais debilitado que estivesse por enfrentar aquela doença terrível, não largava o prazer de atender ele próprio os compromissos na Prefeitura. Inclusive nos últimos dias havia feito uma sala logo na entrada como gabinete, para não ter que subir as escadas. Sofrendo como estava, pressionado por todos os lados pelas forças políticas que queriam sua saída, o cara não encontrou mais forças e entregou de vez a vida.

Em 2008, o Scoplel sabia que não tinha cacife para derrubar nenhum dos contrários Principalmente fazer frente ao Ballin, e ao Marcelo. Montou uma candidatura tosca, acéfala, e procurou catalisar para sua companhia os moradores das vilas mais humildes, como bom jogador, amontoava créditos que ele sabia poderiam ser usados no final do pleito. Entre debates, discussões, denúncias as peças foram sendo montadas. No final, ele ofereceu seu apoio, agora com pesquisa de intenção de votos ao Marcelo, mas o preço era alto demais. Então, veio a grande surpresa, vendo que o suicídio era iminente jogou todas as suas tralhas no barco mais próximo(do PT). Não deu outra,o Ballin, que pelas pesquisas já tinha votos suficientes, não hesitou em passar por cima de todas as ofensas, e injúrias a aceitou o Scopel como passageiro de ultima hora.

O “preço pago” foi caríssimo o” Alemão”, que  é capaz de dar nó em pingo de água abarrotou a prefeitura com seus CCs (inclusive no Meio ambiente, viram o jornal VS?).E, ai é que está a diferença entre o Scopel, e o Ibanor. O primeiro sabe como recolher material, sobras de guerras,argumentos, furos, coleciona provas. Como bom investigador monta seu dossiê particular, pois sabe que em caso de guerra todo o tipo de munição pode ser útil. O segundo age de sangue doce, delega funções para assessores mal preparados, incapaz de colecionar argumentos e provas. Teve inclusive o fato de uma CC que trabalhava com o Ibanor e teve que ser remanejada ( a vinda do coveiro já, provocava confusões) então falando com o Ibanor ele contou-me que a funcionária seria recolocada um local estratégico para colher possíveis mancadas que poderiam servir como “munição” chegou inclusive a falar sobre a Secretaria de Educação cujo secretário seria intimado por ele(vice prefeito) por não estar honrando o plano de governo. Mas, desde o início deste mandato, o vice prefeito nunca soube fazer realmente uso realmente de sua força. Sequer tinha montado uma agenda para atendimento das pessoas que buscavam o gabinete. Fui então convidado para ajudar, foi uma tarde de segunda feira. Compareci. Mas, no local não tinha espaço, para uma cadeira, e o único computador com Internet estava na mesa ocupada pelo Paulo.

A minha intenção era usar dos recursos da informática e “organizar” a agenda do gabinete. Mas, como observei que não havia espaço disponível, resolvi não permanecer.Agora aparece o senhor vice prefeito se dizendo humilhado, abandonado, traído (igual ao Scopel) e se lançando (???) como possível candidato a prefeito. Se, realmente levar em frente este projeto só estará tentando dar o troco ao Ballin, retirando votos. E só. Pelo que conheço do Ibanor ele não é homem de fazer uso de sujeiras, contra seus adversários, é fraco politicamente, teve o azar de assessorar-se de pessoas que trabalharam mais em causas próprias do que no preparo de uma possível candidatura do PDT, as eleições de 2012.

E mais uma vez, repito, não podem me acusar de não ter avisado. Falei, mostrei, provei que estava tudo errado, que as reuniões de papos furados e asneiras não levariam em lugar algum. Quantos seminários foram feitos? NENHUM. Quantas reuniões para efetivamente debater a sucessão do Ballin foram realizados? NENHUMA. Quantas correspondências foram enviadas aos filiados para comprovarem o trabalho do gabinete do vice prefeito? NENHUMA. Quantos boletins de divulgação? UM em quatro anos. (assim mesmo porque a RENATA montou,diagramou, fez as fotos, escreveu os textos), senão nem aquele recheado de erros (culpa dos chefetes Chico,  coveiro e Adriana) havia sido impresso.

Não é de agora que havia preconizado. O PDT da cidade, está numa verdadeira sinuca de bico. Se apoiar o Ballin, estará apagando todos os desaforos sofridos, e fica com a cara no chão. Se aceitar ir para o embate, vai arcar com uma estrondosa derrota, pois os adversários políticos não perdoarão alguém que comeu no mesmo prato, agora apareça para criticar a comida. Querem os culpados? São todos aqueles baba ovos que elogiaram, puxaram o saco, e levantaram os punhos te apoiando como candidato a prefeito. Faltou coragem para que algum deles desse um puxão de orelhas na executiva municipal, principalmente no Ibanor e mostrar que seguiam por uma estrada errada. Fatal.

segunda-feira, 14 de maio de 2012


Porque sempre os mesmos?

Você já parou para pensar a respeito? A gente critica,xinga,esperneia, mas, acaba sempre votando e elegendo os mesmos. Eles pintam, bordam, roubam, trampeiam e a gente, continua a confiar neles. Sapucaia do Sul desde a sua emancipação vive a sombra de uma espécie de conronelato, ou seja, os mesmos daquele tempo, com raríssimas exceções tem se alternado no poder. É verdade que ninguém faz isto sozinho. Nós sempre os reelegemos.

Porque será que nossa cidade tem esta triste sina? Porque será que teremos que nos contentar com o Scopel, com o Arlenio, com o Ballin,com o Jarbas, com o Guilherme Vieira,com o Avelino barbeiro, com o Caco,com o Portilho, e tantos outros mais que já deveriam ter dado espaço para que outras pessoas com mais capacidade ocupassem seu lugares. Se pararmos para refletir um pouco que seja, vamos verificar, que as fortunas amealhadas por estes personagens tem sua origem no serviço público. Esta verdadeira “panela” que se instalou no poder, parece carecer de qualquer tipo de escrúpulos.

As administrações se sucedem, os problemas continuam, os discursos continuam e nos todos como bobocas ficamos olhando, aplaudindo e permitindo que vivam a bel prazer do dinheiro público, muitas das vezes bastante contestado. A farra que impera, graças ao direito de legislarem em justa causa faz com que a sangria de verbas tranque serviços fundamentais. O loteamento de cargos transforma o poder num verdadeiro mercado persa, onde todos os que se interessarem podem obter favores dos mais diversos, tipos e preços.

As falcatruas cometidas são apagadas com serviços de última hora, buracos são tapados, praças até então jogados ao mato são restauradas. Fazem uma nova maquiagem na  noiva que reclama do abandono. As eleições apenas se avizinham e no entanto já podemos observar pelos comentários que os mesmos atores já se movimentam para ocupar o picadeiro. A administração do Ballin e do Ibanor marcadas pela, pela incompetência do primeiro e o comodismo do segundo foi como uma balde de água fria na cara de todos aqueles (inclusive eu) que lutaram, que acreditaram num novo projeto.

Fomos, todos nós,traídos, humilhados por meia dúzia de falsos profetas. Venderam-nos um produto refinado e entregaram o rascunho de um fiasco. Não tinham capacidade, nunca demonstraram tê-lo, e nós mesmo assim acreditamos. Particularmente me sito duas vezes traído, como pedetista, e brizolista, acreditei num cidadão que prometia seriedade, garra, competência e que no entanto deixou-se seduzir pelas teias mágicas do cargo. Durante quatro anos foi um espectador, apático de tantas burradas, inclusive no seu gabinete, Não teve coragem ( e nisto tínhamos apostado)de levantar de sua cadeira e fazer valer a vez e a voz do vice prefeito. Ao contrário permaneceu a sombra de todas as besteiras cometidas pelo Ballin, sossegou-se no seu canto com apenas uma secretaria, e meia dúzia de cargos sem a menor importância.

Se,considerarmos que mesmo o cargo da Srª. Madalena, foi uma opção particular dele, chegaremos a conclusão de que a sigla não ganhou absolutamente NADA, não produziu NADA, e o pior não preparou o cenário para NADA . Agora já os jornais noticiam o abandono do Ballin ao seu antigo aliado Ibanor. Atira-se nos braços de um mamute político que já está com os beiços inchados de tanto mamar (Arlênio) numa aliança vergonhosa, descarada, por tudo o que se antecipa. Como prêmio de consolação, acena com alguns cargos,para o ex amor, como que retribuindo de alguma forma o apoio recebido , principalmente o fato de o gabinete do vice ter permanecido quietinho no seu canto, não atrapalhando o andar da caravana petista.

E, infelizmente tem tudo para dar certo. O PDT, não tem cacife para encarar uma eleição com candidato próprio, eles (a executiva) sabem que significaria suicídio, alem do mais não tem candidatos para preencher uma chapa. Com uma legenda fraca (234 voto na última eleição) e menos de 2000, conseguidos pelos candidatos a vereadores não seriam louco de se jogarem numa campanha e depois ninguém é bobo em apostar neste tipo de candidatura.

                                                                  Continua...  


sábado, 12 de maio de 2012

Estas fotos servem como advertência; Estas telhas da E.E.E.F Profª.Regina de Avila Alves, ali na vila Jardim, estão desta maneira desde o mes de janeiro de 2012. Ou seja, fazem 05 meses que as pessoas , alunos,pais, ou moradores convivem com o perigo da queda de uma delas sobre as suas cabeças. Agora o AVISO: Caso alguma coisa acontecer, os responsáveis (não me interessa se municipal,estadual ou raio que os parta) eu pessoalmente vou agir judicialmente para quer o irresponsável pague pela sua incompetencia.. Estamos entendidos senhor PREFEITO? Não adianta TOMAR CAFE COM PROFESSORES PARA PEDIR VOTOS. A fotos estão ai mostrando o perigo. Se acontecer algo pior, aguentem as consequencias. 

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Ponta pé no saco.

É Incrível a falta do senso de ridículo de alguns políticos da cidade. Segundo noticias divulgadas no jornal Folha do Povo, os boatos de que Ballin estaria disposto a renunciar, caso conseguisse vencer um segundo mandato,para concorrer a uma vaga de deputado estadual, chega beirar as raias do ridículo. Por vários motivos.Esquece este cidadão de que sua vitoria muito tem a ver com as denuncias que na época recaiam sobre o prefeito Marcelo Machado. Outro fator que também influenciou foi a proposta, com um programa mentiroso que levou o ovo a acreditar na conversa mole dele e do seu comparsa o Ibanor.

Se confirmada esta sua “vontade” o povo já de antemão fica sabendo mais uma faceta de mentiroso e interesseiro, deste cidadão e de sua corriola. Até porque fazer todo um trabalho eleger-se e depois virar as costas para o eleitorado como muitos fazem é de uma cafajestagem sem tamanho. O deputado federal Ronaldo Zulke, outro que o trem não pega é um padrinho um tanto quanto desconfiável. Conheço-o desde os tempos do Sindicato dos professores de São Leopoldo, sempre foi um oportunista.

Também é motivo de chacota o fato de as oposições estarem cada um buscando o seu lado particular. Ora, todo mundo sabe que esta cidade é um pequeno feudo onde impera uma espécie de coronelismo. Qualquer pobre diabo que tentar derrubar estes monstrengos pré históricos sozinho vai dar com os burros na água , isto independentemente de nome ou sigla. O coitado do PDT, do Ibanor com as buchas incorporadas não vai conseguir eleger nem mesmo vereador. Não tem nada para oferecer a ninguém. Já disse de outras vezes: É uma noiva pobre, feia desdentada e doente. Quem vai querer se habilitar?

Isto que estou falando em coligação. Concorrer sozinho então é suicídio político, o que, aliás, não seria nenhuma novidade pelo tratamento dado pelo vice prefeito a sua sigla neste quatro anos que se findam. Apostou nos parceiros errados, vai arcar com o ânus da derrota. Foi avisado, alertado para que se prevenisse, mas virou as costas, preferiu apostar suas fichas em meia dúzia de conversadores de meia pataca. O resultado só poderia ser este.

Só tenho pena do povo de Sapucaia do Sul, principalmente daqueles que ainda acreditam que existam políticos capacitados nesta cidade. Com um vereador ganhando dez mil, o prefeito talvez uns quinze mil por mês não vão faltar vivaldinos. Enfim o negocio é esperar. Mas tome cuidado eleitor de Sapucaia do Sul. CUIDADO com os traíras não te deixe enganar novamente. Eles vão botar dinheiro na tua caixa de correspondência , pegue o dinheiro mas não venda teu voto.
O melhor mesmo é seguir o lema: Não vote em ninguém que tenha passado pela política municipal nos últimos 30 anos.É tudo material contaminado.Já está impregnado do vírus da mesmice.Delete

A verdade

                         Continuação.

Deste momento em diante as reuniões começaram a ser freqüentadas por gente até então estranhas a sigla. Vinham de outros partidos e se diziam dispostos a se filiar. Na verdade a onda invasora era apenas fachada, gente que até então estava na campanha do Marcelo e de outros e agora viam a oportunidade de um cargo. Uma manhã de sábado, fomos convidados para uma reunião na sala do Ibanor (transição) no prédio da ACIS. O Ibanor queria anunciar a escolhida para ocupar a única secretária no governo Ballin para o PDT. A escolhida era Madalena Peixoto, uma assistente social, totalmente desconhecida de todos. Jamais pisara uma reunião do diretório, não era filiada a nenhum partido político.

Na hora,ninguém falou nada. Mas, na saída, ficamos todos nós conversando dentro do carro do Paulo, ninguém tinha gostado da escolha, até porque era uma escolha pessoal do Ibanor. Por unanimidade decidimos não interferir, até porque naquelas alturas muitos dos filiados sequer tinham sido convidados para ocupar vagas. Foi então que pressionado pelo filiados o Dr.Aldoíno recebeu a incumbência de negociar com o todo poderoso Selvino, os cargos. Foi pedido então que todos os postulantes a cargos levassem currículos. Só eu fiz mais de dez. Alguns inventados, tal a fraqueza de argumentos.

Eu passava por dificuldade momentânea, pedi então ao Ibanor uma vaga para que minha filha a Renata pudesse ajudar no pagamento de suas mensalidades. Arrumou então a vaga na Comunicação, um verdadeiro ninho de cobras onde cada um come quem puder para dar-se bem. Ali e um reduto que tem de tudo, desde professora concursada com FGs acumuladas desde o tempo do Walmir até “jornalistas” que são admitidas com o aval de figurões. A Renata era pau pra toda a obra, nunca reclamou, ganhava o menor salário (CC1) e ainda teve o salário rebaixado porque precisavam diminuir pois cargos para dar lugar aos apadrinhados de outro partido que se juntava ao PT. Reclamei ao Ibanor que aquilo não era justo, o PDT, era o único que tinha que enxugar salários para pagar vagabundos e desocupados de outras siglas.

O Ibanor tentou enrolar, não conseguiu, então transferiu a Renata para o seu gabinete. Ali, ela faria o trabalho de acompanhamento e a agenda do vice. Só que não contou para ela que todo o serviço deveria passar pela fiscalização de dois chefetes, cada qual mais burro. Ora, uma jornalista, tendo seus textos fiscalizados por dois semi analfabetos, de onde tiraram isto. Era obrigada a repassar ao jornal verdadeiros absurdos, tudo por conta dos dois sabe tudo (o gerentão e o coveiro). O gerentão era o homem que ia apanhar de facão, e o coveiro um mandalete do Vieira da Cunha (um tal Leo)A pressão era tanta dos três hipócritas (gerentão, coveiro e a secretaria do gabinete) que a Renata chegava em casa todos os dias chorando pela humilhações sofridas pelos quatro, (inclusive o Ibanor).Até a secretaria biônica a Madalena que sempre havia elogiado o trabalho desenvolvido pela Renata passou a virar a cara no corredor, que aliás só se filiou depois de garantir sua vaga. Coisa muito estranha para uma assistente social, mas dinheiro muda a cara das pessoas. Estes bobocas, não sabem que tenho amigos na Prefeitura de Sapucaia que me contam tudo o que passa. Emprenhado pelos ouvidos, e sem atitude de homem o vice prefeito pediu a exoneração da minha filha. O Selvino, como bom cão de guarda obedeceu, e o traira do prefeito assinaram. Naquele momento decretavam guerra, e eu aceitei.

O PDT de 2008 nestes quatro anos poderia ter desenvolvido um trabalho bem mais representativo. Fora o trabalho da única secretária que o partido possuiu nada foi desenvolvido, todos os cargos coisa de nenhuma relevância, o próprio vice, era considerado lá dentro como um estranho no ninho, o e até hoje. Em 2008 os votos na legenda somaram 234 votos. Considerando que são contabilizados (pelos membros da executiva) mais de três mil filiados, alguma coisa não está certa, e não é o Jaí, o culpado.

Na verdade os culpados são todos aqueles que costumam dizer amem ao Ibanor, ao Dr. Aldoíno, A madalena, ao Chico a outros ocupantes de cargos na executiva municipal. Devem cobrar deles a falta de iniciativa, as covardias, o abandono de tantos e tão bons pedetistas. O PDT da cidade é um morto vivi, digo,repito e provo. Ninguém quer o partido para constituir aliança porque sabe que nada vai levar, alem de um monte de interesseiros que não somam NADA.

A minha guerra não é contra a sigla, muito menos com ninguém mais do que os nominados nestes artigos. Atribuo a morte do PDT na cidade a esta meias dúzia de fantoches. Quem faz o que estes “caras” fazem não merecem respeito muito menos votos. Não pelo caso da Renata, que afinal e ao cabo está formada. Mas, formada com dinheiro limpo, sem chantagem, sem se rebaixar para analfabetos importados, para ex gerentes de boates travestidos de brizolistas. Vamos passar a folha corrida em todos os níveis, municipal,estadual,e federal vamos ver quem realmente é digno de crédito. Vamos fazer uma varredura e examinar quem realmente tem trabalho desenvolvido no município.

Enganam-se os que porventura acreditam que estou evitando participar das reuniões por medo de alguém. Não tenho medo, não devo nada e tenho muitas coisas ainda engasgadas na garganta. Quem deve temer são estes covardes, traiçoeiros que ficam sentados atrás de uma mesa como autoridade quando não passam na verdade de meros fantoches políticos. Até as eleições, tem muito para contar, primeiro quero ver a relação dos “vereadores” depois cada um recebe sua nota, os filiados que escolham.
Um homem para comandar um exército precisa de têmpera, garra,e mais ainda do que isto, saber se impor. O verdadeiro general não permite que o soldado lhe diga o que fazer,pois seu preparo como liderança já lhe deu todas as ferramentas.Ao comandante não é dado o direito de errar, pois o erro do líder põe todo um exercito no chão.Com o PDT aconteceu tudo isto. Faltou preparo, faltou chefia, sobraram incompetentes.  





 

quinta-feira, 10 de maio de 2012

A verdade.


PDT – Uma análise.

Muita gente ao ler o que escrevo sobre o PDT, partido ao qual sou filiado, e ao qual muito trabalho dediquei, ficam as vezes a pensar que eu não goste, ou esteja desrespeitando a sigla de Brizola. Alguns menos informados, ou novatos, pedem inclusive que seja solicitado meu comparecimento ao conselho de ética do partido. Muito bem, para que não fiquem dúvidas pairando no ar,vamos fazer uma rápida análise do desempenho do partido na eleições de 2008.

Sapucaia do Sul estava, e todos lembram conturbada. Eram acusações e todos os lados e de todos os tipos. O Então prefeito Marcelo Machado, era acusado de mil e não sei quantas demandas, que iam desde a compra de carros importados, criação de cavalos de raça. Foi então minha a primeira idéia de procurar os partidos da oposição de então para formalizarmos alianças. Alguns se apresentaram, outros desistiram no caminho.

Quando ficou acertado de que o PT seria cabeça de chapa, muitos foram aqueles que não queriam mais fazer parte da aliança. Gente que nas reuniões dizia verdadeiros impropérios e só não vou citar os nomes por uma questão de ética, Mas, com todos os prós e contras a aliança confirmou-se. Conseguimos encaixar o Ibanor como vice, os candidatos a vereador foram devidamente escolhidos. Alguns fizeram da campanha o seu dia a dia, outros preferiram escolher apenas um lugar, ficar ali plantados e só. Desde o início se trabalhava com a idéia de vencer, e por isto até a distribuição de eventuais cargos era motivo de debates. No final ficou acertado de que nenhum, dos que concorressem, ou tivessem trabalhado ficariam sem cargo.

Na época, eu era secretário executivo da sigla. E depois de confirmada a vitoria, o próprio IBANOR solicitou a mim que fizesse uma lista, com os possíveis indicados para ocupar cargos, com duas ressalvas : O Chico e o Waldir ficariam por último, pois os seus casos seriam analisados depois. Dias antes, por concordar comigo em algumas idéias numa reunião a qual eu presidira, o presidente Ibanor foi seguido pelo carro do Chico, que lhe cobrava postura diferente da tomada. Segundo palavras do próprio IBANOR, ele chegou até mesmo ameaçar (o Chico) com uma surra de facão. Tudo isto com testemunhas. O resultado das eleições para vereador foi um grande fracasso para a sigla.

Valdirzinho, foi o que mais votos amealhou, e isto que não era “velho no partido” era praticamente novato, mas que muito trabalhou e contava com o fato de ser policial civil, isto lhe rendeu 304 votos. Depois veio o tal Chico do PFT, que fez 263 votos e foi muito, para quem passava o dia na passarela do calçadão distribuindo santinhos. O terceiro mais votado Dr. Nelson com 208 votos, conseguidos graças ao fato de ser cirurgião dentista conhecidíssimo na cidade. Depois se seguiram: Waldomiro com 170, Tânia com106, Elizabete com 80, Rambo com191, e Romênia com 230.

A equipe de transição foi montada, o PT começou a distribuir seus cargos, mas estranhamente, o PDT nunca era chamado. Nossos filiados reclamavam o esquecimento, os primeiros a serem chamados o Waldirzinho e o Chico não foram indicações do PDT, coincidentemente os últimos da lista, ambos com cargos de diretor. Começamos (nos da executiva) a pressionar o Ibanor para que fosse mais enérgico, afinal todos trabalharam e agora até o Scopel, e o Arlenio estavam dando as carta e nós NADA.

Um dia, fui até a prefeitura, e pedi que o Ibanor passasse a presidência temporariamente para mim. Por dois motivos. Primeiro, eu não postulava cargo nenhum, e poderia esgoelar o Selvino que era quem boicotava todo mundo. Segundo o Ibanor ficava livre para dedicar-se a transição. Convém salientar que de todos os que trabalhavam eu era o único que não pedira nada, e TINHA condições de brigar,discutir, sem medo de retaliação. Os demais todos da executiva não faziam nada, mas NADA mesmo.

O pedido feito ao Ibanor foi o meu castigo, apareceram mil idiotas, dizendo que eu queria tomar o lugar, que estaria tramando alguma coisa e na reunião me humilharam com perguntas as mais idiotas, aquilo não parecia uma reunião de adultos pareciam criançinhas bestas que estava sendo ameaçadas pelo bicho papão. Respondi a altura, fui grosso, estúpido e botei o dedo na cara de cada um.Daquele momento em diante vi que na verdade o PDT do Brizola estava morto. Aquele PDT que ali estava era o da panela do Ibanor, e decidi que não interferiria mais na vida do diretório.

                                     Continua.........






COBRANÇAS


Pois, tomo conhecimento através do rádio que o governo Tarso, está ultimando projeto de lei a ser enviado a Assembléia, o qual poderá complicar ainda um pouco mais a vida de deficientes que utilizam carros e outros equipamentos para se locomoverem. Não sei se isto é coisa de governo petista, mas estou pra ver quem goste mais de inventar taxas e impostos. O Brasil é um dos países onde mais se cobram impostos, e, diga-se de passagem, os mais caros também. Mesmo assim sofremos todos  nos com a falta de serviços básicos, e a desculpa sempre é a mesma; Não existem recursos.

Mas então que diabos, onde é que enfiam tanto dinheiro, já estamos atingindo neste mês a cifra estrondosa dos quase 500 trilhões de reais arrecadados em impostos e, no  entanto nunca tem dinheiro para nada. Tudo bem, vamos descontar as mordomias das classes abastadas, como políticos, alguns funcionários públicos, justiça e outras extravagâncias que existem, mas, puxa vida é dinheiro que não acaba mais. Se jeito regula é bem capaz do Tarso inventar de cobrar imposto sobre cadeiras de rodas, muletas, bengalas, próteses dentarias, silicone e por ai vai. Está mais que na hora de nossos governantes inventarem impostos a serem cobrados daqueles que não tem um pingo de vergonha na cara, a começar pelos próprios.

É incrível, o poder que tem as tirinhas do jornal VS. Sempre as  mesmas figuras quando não é o Ballin, é a Sônia. O Ibanor não aparece mais pois está praticamente morto, sua sigla o coveiro e o gerentão enterraram, mataram de vez com o sonho de ser prefeito.E dizem que ainda perdem tempo com palestras, e com ameaças de conselho de ética pelas críticas que faço. Vou continuar batendo. O PDT está morto, a nível nacional, estadual e municipal. Quem não concordar que me prove o contrário.

Agora a noiva da vez é o PMDB, todos cantam e dançam em torno do da sigla do vice presidente. Mas é tal coisa, pode não ter nenhuma expressividade, mas, como consegue sempre eleger alguém fica sendo a noiva mais que perfeita. Até o fato de ter depois que aturar as falcatruas, nada faz os noivos desistirem.

E o Ballin comprando mais uma varredeira mecânica, e mais uma vez retorno com a pergunta: Esta tal máquina vai varrer só o centro ou vais sair para as vilas onde não existe, nem esgoto? Não seria mais prático, se o negocio é fazer politicagem, o senhor prefeito, vice, primeira dama, CCs, secretários,adjuntos, aspones, e puxa sacos cada um pegarem uma vassoura e mostrarem serviço? A primeira máquina comprada já mostra as habilidades e a serventia, a poucos dias estava lá na praça com o para brisa quebrado.

Renovo aqui o convite, se você tem agasalhos e ou mantimentos para serem doados, procure uma igreja (desde que não pertença a cabo político) e faça a sua doação nestas entidades. Lembre-se, que as roupas e agasalhos que param nas mãos do gabinete da D. Sônia, servem para gerarem dependentes que serão usados na captação de votos. Ou seja, você doa de coração para ajudar os mais necessitados e quem acaba se dando bem são alguns políticos.

É incrível a pasmaceira da Secretaria do meio ambiente. Aqui , ao lado da minha casa tem, na calçada, uma árvore totalmente morta, a pedido do proprietário entrei em contato com a secretaria, pedindo o corte, pois as raízes da mesma estão levantando as pedras. Já “se passaram mais de dois meses e até agora os “técnicos” ainda não tiveram tempo para fazer a” “perícia” na “defunta” e “investigar” se foi ou não um “crime ambiental”. Depois quando a gente fala em vagabundagem oficial, os caras passam encarando a minha casa.

Mas, eu to com tanto medo, até nem durmo direito. Em outubro lembre-se de todos os desaforos, de todas as mentiras, de todas as trairagens, de todas as covardias, de todas as promessas feitas e não cumpridas e dê um sonoro ponta pé na bunda destes politiqueiros de meia pataca. Quem desempenhou cargo público independentemente da função recebeu para executar serviço. Que o desempenho não seja usado para recomendá-lo como candidato. Prefeito, vereadores estes cargos exigem COMPETENCIA e não VADIAGEM.