quinta-feira, 30 de julho de 2009

Pandemia de lucros

PANDEMIA DE LUCRO –
Recebi, de um amigo este texto.Vale a pena a leitura, a reflexão. Afinal o bicho “homem” cada vez mais cai em descrédito, e a humanidade, sempre refém acaba aceitando tudo sem ao menos parar para pensar.

Que interesses econômicos se movem por detrás da gripe A-H1N1 ???
No mundo, a cada ano morrem milhões de pessoas vítimas da Malária que se podia prevenir com um simples mosquiteiro. Os noticiários, disto nada falam!
No mundo, por ano morrem 2 milhões de crianças com diarréia que se poderia evitar com um simples soro que custa centavos. Os noticiários disto nada falam!
Sarampo, pneumonia e enfermidades curáveis com vacinas baratas, provocam a morte de 10 milhões de pessoas a cada ano. Os noticiários disto nada falam!
Mas há cerca de 10 anos, quando apareceu a famosa gripe das aves os noticiários mundiais inundaram-se de noticias: Uma epidemia, a mais perigosa de todas. Uma Pandemia!
Só se falava da terrífica enfermidade das aves.
Não obstante, a gripe das aves apenas causou a morte de 250 pessoas, em 10 anos, 25 mortos por ano.
A gripe comum, mata por ano meio milhão de pessoas no mundo. Meio milhão contra 25.
Um momento, um momento. Então, porque se armou tanto escândalo com a gripe das aves?
Porque atrás desses frangos havia um "galo", um galo de crista grande: A farmacêutica transnacional Roche com o seu famoso Tamiflú vendeu milhões de doses aos países asiáticos.
Ainda que o Tamiflú seja de duvidosa eficácia, o governo britânico comprou 14 milhões de doses para prevenir a sua população. Com a gripe das aves, a Roche e a Relenza, as duas maiores empresas farmacêuticas que vendem os antivirais, obtiveram milhões de dólares de lucro.
-Antes com os frangos e agora com os porcos.
-Sim, agora começou a psicose da gripe A. E todos os noticiários do mundo só falam disso.
-Já pouco se fala da crise econômica e muito pouco de outros assuntos.
-Só a gripe A, a gripe dos porcos.
-Se atrás dos frangos havia um "galo" atrás dos porcos não haverá um "grande porco"?
A empresa norte-americana Gilead Sciences tem a patente do Tamiflú. O principal acionista desta empresa é nada menos que um personagem sinistro, Donald Rumsfeld, secretário da defesa de George Bush, artífice da guerra contra Iraque. Os acionista das farmacêuticas Roche e Relenza estão a esfregar as mãos, estão felizes pelas suas vendas novamente milionárias com o duvidoso Tamiflú
A verdadeira pandemia é de lucro, os enormes lucros destes mercenários da saúde.
Não se nega as necessárias medidas de precaução que estão a ser tomadas pelos países.
Não se nega a necessidade de cuidados com as gestantes, os obesos e os imuno-deficientes - principais vítimas das complicações causadas pela gripe.
Mas se a gripe A é uma pandemia tão terrível como anunciam os meios de comunicação e se a Organização Mundial de Saúde se preocupa tanto com esta enfermidade, por que não a declara como um problema de saúde pública mundial e autoriza a fabricação de medicamentos genéricos para combatê-la?
Prescindir das patentes da Roche e Relenza e distribuir medicamentos genéricos gratuitos a todos os países, especialmente os pobres.
Essa seria uma solução. Vamos Refletir. Vamos debater.

3 comentários:

Alda do Crítica disse...

Amigo Jaí, eu entendo o que o texto quer dizer, tem gente ganhando por trás, tem gente faturando, claro. No entanto qualquer doença que toma proporções mundiais deve ser combatida e neste caso morre rico, morre pobre. Aqui na Bélgica ontem morreu a primeira vítima da gripe. A volta das férias vai causar reboliço, pelo menos teme-se isto. Eu tenho medo, quase não saio de casa, pensa nas pessoas que saem todos os dias para o trabalho, vão estar em contato com o virus.

Concordo dontigo que tem que distribuir remédios de graça para a população. Mais que tudo devemos nos lembrar das devassas que outras epidemias causaram e ainda estão causando no mundo, peste negra no passado, depois a Aids, sem falar no câncer, e agora esta ameaça H1N1. Imagina quanta gente morreu e quanta gente pode morrer ainda com estas doenças?

Quando começaram a falar da Aids todo mundo dizia que era alarde àtoa porque só pessoas do grupo de risco estavam sujeitas. Veja só a inversão dos fatos. Hoje todos nós pertencemos ao tal grupo de risco.

As opiniões sobre este post podem ficar divididas, mas de quelquer maneira vale a pena discutir.

Muito bom você trazer à tona assuntos relevantes assim.

Grande abraço.
Alda

Helinha disse...

Oi, querido!

Obrigada pelo comentário carinhoso no blog, fiquei muito feliz com sua visita! Espero que apareça sempre, mesmo!

Sobre a gripe suína, tenho muitas dúvidas... Concordo com várias coisas que você coloca, como com o descaso em relação a tantas doenças que matam tanto em nosso país (isso sem falar em outras causas de morte, não necessariamente doenças, ne...). Concordo com as segundas intenções (aprendi, como boa brasieleira, a ver segundas intenções em quase tudo... rsrs), com os grandes interesses... Além disso tudo, é claro que preocupa mais ao governo uma gripe que pode matar qualquer pessoa, independente da classe social, mesmo que a taxa de montandade não seja tão grande, do que uma diarréia, que normalmente mata mais crianças pobres...

Ao mesmo tempo, creio que temos que nos preocupar sim, principalmente por causa do despreparo do nosso governo em lidar com essas questões... por causa do eterno "está tudo sob controle!"...

Acho que bom senso e informação são as coisas mais importantes nesse momento, para acharmos um meio termo entre a sensação de tranquilidade completa e a de pânico!

^^

Beijo grande!!

NEUSINHA GADELHA disse...

OI ESTOU SEGUINDO SEUS BLOGS!
MUITO BONS!
UM DIA DESSES ESTIVE PENSANDO VEM AS PRAGAS,ENCHENTES DOENÇAS COMO DENGUE OU ESSA GRIPE, ESSA VIOLENCIA QUE ASSOLA O NOSSO PAÍS E ATÉ ISSO OS POLÍTICOS SE SARFAM!
NINGUÉM OUVE FALAR QUE JOSÉ SARNEY PEGOU A GRIPE SUINA, OU QUE ALGUEM DE SUA CORJA DE URUBUS PEDERAM TUDO EM UMA ENCHENTE OU QUE O JOSÉ GENUINO PASSOU PERTO DE UMA BALA PERDIDA...
QUERO TER MAIS TEMPO DE LER SEUS TEXTOS!
MUITO INTERESSANTE!
DE AGORA EM DIANTE SEREI SUA LEITORA ASSÍDUA!
UM BRAÇO!